quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Le Mans:Alfa-Romeo 8C (nº8) 1932






A carroçaria dos spider de série de chassis curto foi confiada aos carroçadores mais competentes da época como Figoni, Zagato, Brianza ou Touring. Sigoni trabalhou os três spider corsa oficiais inscritos em Le Mans, que beneficiavam de uma distancia entre eixos longa por causa do regulamento que obrigava os veiculos de uma cilindrada superior a 1500 cc a disporem de quatro lugares. A Automobili Alfa-Romeo fez alinhar dois 8 C: o nº10, conduzido por Ferdinando Minoia/Carlo Canavesi, e o nº11, pilotado por Giovanni-Battista Guidotti e Franco Cortese.
Apesar de ter sido inscrito pela equipa do príncipe Djordjadze com os pilotos Guatta e Attilio Marimoni, o nº14 foi considerado veículo oficial. O nº9, dos vencedores da edição anterior, Lorde Howe/Sir Birkin, e o nº12, dos franceses Pierre Louis-Dreyfus/Antoine Schumann , também foram considerados preparados pela fábrica. Como história curiosa, convém acrescentar que louis-Dreyfus se inscreveu como sempre com o seu pseudónimo "Heldé", enquanto Schumann escolheu o de "Ano Nime". Quanto ao nº8, propriedade de Raymond Sommer e inscrito sob o seu nome, foi soberbamente preparado por um tal...Luigi Chinetti! Com uma carenagem que oferecia uma tomada de ar ao radiador colocado mais à frente, uma carroçaria aligeirada e um minucioso trabalho nas aletas dianteiras, foi este o carro que venceu a prova contra todas as expectativas.(Texto Altaya)
A miniatura é da colecção da Altaya "Lendas de Le Mans" e é fabricada pela Ixo Models na escala 1/43.

Sem comentários: