domingo, 8 de fevereiro de 2009

Le Mans : Ligier JS2 (nº5) 1975




Assistidos por Gerard Ducarouge,nessa altura na Matra , três Ligier JS2 alinharam na categoria Sport: o nº5 de Jean-Louis Lafosse e Guy Chasseul, o nº6 de Henri Pescarolo e François Migault, ambos equipados com motor V8 Cosworth, e o nº97 pilotado por Jean-Pierre Beltoise e Jen-Pierre Jarier que utilizava o "velho" e fiável V6 Maserati.

O início da corrida mostrou-se bastante favorável aos Ligier que se mantiveram "emboscados" mesmo atrás dos Gulf Mirage de John Wyer, mas Jean-Pierre Beltoise foi empurrado pelo Ferrari 365 GTB de Harry Jones. Além de abandonar, o JS2 ficou completamente destruido. A sorte piorou para a marca de Vichy, quando François Migault não conseguiu evitar o capot traseiro que acabara de soltar do Lola de Cadenet. se a inglesa conseguiu partir após uma rapidíssima reparação, já o Ligier nº6 teve de acabar ali a corrida.

A meio da prova, os Gulf Mirage favoritos comandavam a corrida , mas acabaram vitimados, juntamente com os Ligier, pela forte vibração dos Cosworth que originou uma ruptura de escapes. assim sendo, Jacky Ickx, graças ao seu grande traquejo em Le Mans, geriu a corrida na perfeição, e ainda por cimacom o V8 preparado por Wyer "acalmado" para os 380 cv, em vez dos 480 cv que podia desenvolver.

Trata-se de um parâmetro importante pois sabe-se que, por causa da crise petrolifera de 1973, o ACO (Automobile Club de l´Ouest) impusera um minimo de vinte voltas antes de qualquer reabastecimento. para a pequena história, convém lembrar que por causa disso a prova de La Sarthe tinha sido excluida do Campeonato do Mundo pela Federação Internacional.

A verdade é que se o Ligier nº5 conseguiu tirar o segundo lugar ao Gulf nº2, já não foi possível fazer o mesmo com o nº11 por causa de um consumo exagerado. Acabou em segundo a apenas uma volta do vencedor: foi a melhor prestação de um Ligier nas 24 Horas de Le Mans e nunca mais se voltou a ver um JS2 oficial em competição, quer em rallies quer em provas de resistencia. (Texto Altaya)

A miniatura da Altaya na escala 1/43 com bastante pormenor embora em algumas fotos apareça a dançarina do emblema da Gitanes e na miniatura não. Provalvelmente existirá um periodo da prova em que tal tenha acontecido.

4 comentários:

沙沙 disse...

花蓮|花蓮縣長|楊文值|花蓮|縣政值日生|花蓮選舉|花蓮民宿|傅崑萁|杜麗華|張志明|花蓮民宿|蔡啟塔|花蓮縣|花蓮|花蓮美食|花蓮縣長|楊文值|花蓮旅遊|縣政值日生|值日生|花蓮縣長|楊文值|縣政值日生|花蓮選舉|傅崑萁|杜麗華|張志明|蔡啟塔|花蓮|花蓮縣長

RM Style disse...

Thank you for visit ...although I didn´t understand what you have write.
Regards from Portugal

José António disse...

Excelente miniatura.
Muito boa mesmo... tenho esperança de a Altaya voltar a editar esta colecção de Le Mans numa altura em que não esteja a fazer nenhuma colecção deles. É que está dificil fazer duas ao mesmo tempo... hehehe!
A minha sorte é que vou vendo as miniaturas no seu blog!

Bom fim de semana.

Mario disse...

Boa Tarde,
Gostei bastante do seu blog... somos quase da mesma idade (1960) e temos quase as mesmas paixões... Quanto ao Ligier da Altaya, e embora as linhas gerais sejam boas, a decoração deixa muito a desejar... de facto, nunca houve alturas na prova em que desapareceu a "cigana"... isto acontece apenas na miniatura! E porquê? Por causa de uma lei anti-tabaco absolutamente idiota, que proibe toda e qualquer reprodução de simbolos de tabaqueiras!... E falo disto com a clareza de um ex-fumador!!!... Infelizmente, cada vez são mais os fabricantes de miniaturas que, ou colocam as decalcomanias aparte para nós colarmos (incorrendo em penas bem pesadas se forem processados!...)ou, pura e simplesmente as omitem! É que a lei tem mão pesada para os fracos e mão leve para os fortes! E os fracos somos nós! Coleccionadores e entusiastas que temos de completar os nossos modelos ou abdicar deles! Haja paciência! Mais uma vez parabéns pelo blogue...