domingo, 1 de fevereiro de 2009

Le Mans : Panoz LMP-1 (nº12 ) 2000




Este carro era chamado de "Batmobile" devido à sua forma. Em 17 de Junho de 2000 disputou-se as 24 Horas de Le Mans e o calor era imenso. Cinco Panoz participaram nesta prova e no inicio o nº11 tentou acompanhar o andamento infernal dos três Audi R8, enquanto o nº12 se descolou um pouco sempre na expectativa.
Brabham aproveitou a neutralização de quarenta minutos para liderar por algum tempo a corrida: não se via um carro de motor dianteiro a liderar as 24 Horas de Le Mans desde 1963. Cerca das 18 horas, o nº11, impossibilitado de acompanhar McNish e Alboreto, fez pontaria a um ainda assim honroso terceiro lugar.

Já no crepúsculo do dia, o nº10 levou um toque ligeiro do Courage C60 de Gache/Cottaz. Quando caiu a noite, os três Audi seguiam confiantes na dianteira, mas o Panoz de Brabham/Magnussen/Andretti aproximou-se deles e conseguiu até situar-se na terceira posição às 2 horas da manhã.

A meio da noite, o nº12 conseguia manter há duas horas a quarta posição, e, entretanto, saboreava-se o festival da Audi. Sete minutos chegaram para tocar o eixo traseiro, a caixa de velocidades e os discos de travão do nº9! Mas o desempenho admirável dos Panoz, que nunca tinham conseguido brilhar em Le Mans, também se fez notar: os Audi e os Panoz reagruparam-se em quatro voltas. Pouco antes das 3 horas, o nº11 teve de parar nas boxes para trocar de caixa e só conseguiu partir vinte minutos depois. Depois voltou a parar durante vinte minutos por causa de uma fuga de óleo no motor. O nº12 também teve um problema de caixa, teve de substituir o eixo traseiro e voltar a partir na sexta posição pouco antes do amanhecer. Os Audi viram afastar-se a ameaça, e Panoz teve de fazer figas durante o resto da corrida.

Às 14 horas, o carro nº 12 de O´Conneil/Raphanel/Katoh tinham recuperado a quinta posição e só esperavam um passo falso do Courage de Bourdais/Clérico/Grouillard, que nunca chegou a acontecer, enquanto Andretti se despistava, regressando mais uma vez às boxes para uma reparação rápida. Os cinco Panoz inscritos conseguiram terminar, mas o nº10 da DBA não foi classificado por uma distancia percorrida insuficiente. (Texto Altaya). Para uma melhor apreciação da prestação dos Panoz nesta prova veja este filme (clique aqui) em japonês.
A miniatura na escala 1/43 é da Altaya e possui bastante qualidade.

1 comentário:

RM Style disse...

A evolução deste blog onde mostro a minha colecção é continua e por isso estou constantemente a actualizar textos ou fotos das miniaturas aqui expostas.
Agradeço aqui a todos os apaixonados desta matéria que ao visitarem este blog lhe deram a sua importancia dentro do Google