sexta-feira, 1 de maio de 2009

Rallye Monte Carlo : Lancia 037 (nº1) 1983






A miniatura pertence à Altaya e reproduz o vencedor o Rally de Monte Carlo desse ano na escala 1/43.




Para fazer face ao domínio inesperado dos Audi Quattro - 1º modelo de tracção integral a participar no Mundial de Ralis - o Grupo FIAT entendeu logo que, não obstante os recentes sucessos do seu Fiat 131 Rally Abarth, este não possuia argumentos para contrariar um 4WD. Por sua vez, a Audi era pioneira na produção de modelos de passageiros "não todo-o-terreno" dotados de tracção às 4 rodas, na era moderna, e mais nenhum outro construtor tinha, na altura, sistemas ou tecnologia semelhantes. Assim, a Lancia, enquanto marca com o maior palmarés da história do Mundial, foi incumbida de, apelando a todo o seu "know how", conceber um modelo capaz de contrariar minimamente o domínio dos Audi Quattro - pelo menos nos ralis de asfaltos, único piso onde os tracção atrás poderiam ter alguma vantágem em relação aos 4x4. Com base no pequeno e atraente Beta Monte Carlo, a Lancia desenvolveu um autêntico super desportivo, capaz de se adaptar a todo o tipo de terreno mas, obviamente, vocacionado para dominar provas como o Rali da Córcega (a Catalunha ainda não tinha o seu rali inscrito no Mundial), no Monte Carlo, caso a neve e o gelo não fossem em demasia, e em algumas partes de outros ralis igualmente realizadas em alcatrão, sem perder muito terreno nos pisos mais favoráveis ao Quattro. O 037 Rally Abarth Evo era impressionante, fazendo lembrar, nas suas linhas e na sua agressividade, os famosos Stratos HF. E depois de a Audi ter ganho o seu primeiro mundial, logo na extreia do Quattro, foi com alguma surpreza que a Lancia, com Masimo Biasion, conseguiu "in extremis" vencer o mundial do ano seguinte, ficando para a história como o último carro sem tracção integral a vencer o Mundial de Ralis, no ano de 1982.(texto Wilkipedia)

2 comentários:

José António disse...

É só um dos meus carros de ralis preferido. Está tudo dito. LINDO!

RM Style disse...

Sem dúvida.