terça-feira, 25 de agosto de 2009

Le Mans : Saleen S7-R (nº54) 2007

A Saleen começou em 1983 quando Steve Saleen, grande entusiasta de carros desportivos, decidiu criar a Saleen Autosport com o objectivo de melhorar a estética e as caracteristicas do Ford Mustang.

O Saleen s7 de estrada foi apresentado em 2000 e atingia 320 km/h e demorava cerca de 3 segundos a chegar aos 100 km/h . Quase no final desse ano foi apresentada a versão racing com um motor Ford V8 e cerca de 600 cv.


Foi em 2001 que participaram 3 S7-R nas 24 Horas de Le Mans. Um dos carros foi inscrito pelo Saleen Allen Speedlab, outro por Konrad Motorsport e o terceiro pela "RLM" cujo director da equipa era precisamente Ray Mallock, um dos conceitistas do S7-R juntamente com Steve Saleen. O nº60 terminou em terceiro da categoria GTS mas longe dos Corvettes vencedores.


Em 2002, o regulamento penalizou os Saleen por produção insuficiente tendo esta marca um papel secundário em Le Mans.


Em Janeiro de 2006, anunciou-se uma parceria entre a empresa Oreca de Hugues de Chanauc e a Saleen Inc. A equipa francesa ficou encarregue de fazer correr os carros americanos na Europa, de assegurar a logística das peças isoladas e também importar os carros para o mercado do Velho Continente.

Com uma excelente temporada que culminou com a vitória do Campeonato em França, Hugues de Chaunac queria uma vitória da categoria em Le Mans .

O desafio era exigente porque o confronto com a Aston Martin ou a Chevrolet adivinhava-se dificil.

Assim em 2007, o team Oreca fez alinhar em Le Mans os Saleen S7-R nº54 e nº55 com os respectivos pilotos Nicolas Prost/Laurent Groppi/Jean-Philippe Belloc e Soheil Ayari/Stéphane Ortelli/Nicolas Lapierre.


Por causa de uma avaria em La Sarthe , o nº55 só conseguiu terminar em nono lugar da categoria GT1 e em décimo sexto na classificação geral apesar do segundo lugar na grelha de partida.


O carro de Belloc conseguiu uma corrida inesquecível pois estavam preparados para administrar a mecanica e a sua forma fisica mantendo uma cadencia bastante dignificante atingindo o quinto lugar da categoria GT1 e o décimo da geral.


A miniatura aqui apresentada é da Altaya (IXO) na escala 1/43 e está bastante bem conseguida.

2 comentários:

José António disse...

Boa tarde.

Estou de volta após uns dias de ausencia... pelo que vejo a colecção de Le Mans cresceu... muito bom!

RM Style disse...

Obrigado pela visita. Le Mans é um dos temas mais fortes e a razão dos vários links que aparecem do lado direito para que os amantes desta prova possam aceder como eu a sites muito interessantes em fotos e textos.